TUDO O QUE VOCÊ AGRADECE, CRESCE!

Escrito por Médium Flávia Barros
Avalie este item
(0 votos)

A gratidão é o reconhecimento de elementos de valor que merecem essa energia e atenção. Existem três tipos de gratidão:

  1. Gratidão automática – seria um protocolo social de linguagem. Usamos a palavra gratidão para agradecer de forma vazia, mas não estamos experienciando, de fato, a gratidão. Seria apenas um recurso de linguagem. 

  2. Gratidão momentânea – são momentos pontuais, momentos de grande intensidade emocional positiva que geram o sentimento de gratidão (parte afetiva). Nesse caso temos, além da sensação, o aspecto racional (parte cognitiva) da gratidão e o aspecto comportamental e, a partir deles, são criados promessas, planos e atitudes. Essa é uma gratidão passiva, pois a sensação é automática, a partir do momento positivo vivenciado. 

  3. Gratidão ativa – envolve os mesmos elementos da gratidão passiva, ou seja, aspectos afetivos positivos, aspectos cognitivos e aspectos comportamentais. A grande diferença é o investimento de energia. A gratidão ativa é a escolha de adotar uma postura na qual outorga valor às coisas que merecem valor.

Há um problema quando só vivenciamos a gratidão automática e momentânea, pois trata-se de algo involuntário e eventual. Não devemos esperar passivamente por momentos gratos. Gratidão não é ser agradecido, é uma apreciação desperta e consciente. 

É fundamental nos esforçarmos cotidianamente para reconhecer benefícios recebidos. Mas por que devemos investir tempo para identificar deliberadamente aquilo que merece apreço e exercitar a gratidão? Para colher os frutos dessa emoção, é necessário exercitá-la de forma ativa. A gratidão ativa é a única que altera fisiologicamente o cérebro. Essas alterações trazem importantes benefícios para a saúde.

Pesquisadores apontam que a gratidão ativa estimula as estruturas mediais do córtex pré-frontal. Essa região é tipicamente envolvida na formação de laços sociais e de empatia. Podemos interpretar, portanto, que a gratidão potencializa as relações humanas. Não é difícil notar isso, ser grato a uma pessoa causa aproximação, estreita os laços humanos e aumenta a empatia. A atividade medial pré-frontal também está associada a processos de regulação emocional, sejam eles positivos ou negativos. Isso significa que essa região é capaz de reduzir o nível de estresse. Outra atividade dessa região cerebral é a liberação de ocitocina, hormônio responsável pelo sentimento de tranquilidade e afeto. Logo, a gratidão traz relaxamento, reduz a ansiedade, o medo e a fobia. 

A gratidão ativa também libera dopamina, um neurotransmissor envolvido nos processos de motivação e prazer. Isso significa que, além de elevar emoções positivas, satisfação com a vida, vitalidade e otimismo, a experiência de gratidão é prazerosa em si mesma.

Outra estrutura cerebral ativada durante o processo de gratidão é o hipotálamo. Essa área é essencial na regulação de processos biológicos básicos, entre eles, o estresse. Isso leva os pesquisadores a interpretarem que o processo de gratidão, aliado à atividade pré-frontal, reduz os níveis de estresse.  

Além desses correlatos neurais, estudos mostram que o exercício de gratidão melhora o sono, a qualidade das relações românticas, o funcionamento do sistema imunológico, a motivação para prática de atividade física. 

Falar de gratidão não é um mero capricho, a atitude de ser grato traz benefícios para todas as dimensões da vida individual e social. Quando agradecemos, mais do que sentir alegria, há um fortalecimento interior. É como uma blindagem contra sentimentos negativos que possam surgir, mesmo em reações adversas, que causariam dor e sofrimento. Portanto, ignorar a gratidão ativa e não trazê-la para o cotidiano da vida é desperdiçar a oportunidade de proteger o corpo de doenças e melhorar nossa saúde. 

E como adotar a prática da gratidão no dia a dia? Praticando o exercício das três bênçãos. Ao final do dia, escreva à mão três acontecimentos positivos pelos quais você se sentiu grato. Não precisa e nem deve ser algo mirabolante, pode ser algo simples como: acordei com o bom dia do meu filho. Ao lado, justifique o porquê você deve ser grato a esses acontecimentos. Declarar o que nos foi oferecido de bom é fundamental para nos conectarmos à energia universal, é uma forma de nos reconciliarmos com Deus, que tudo nos fornece. Após algum tempo escrevendo e materializando nossa gratidão, os níveis de bem-estar já começam a se elevar e maior será o nível de felicidade também. 

Precisamos alimentar o que há de positivo em nossa vida, aquilo que merece nossa energia, nosso foco, nosso carinho e nossa gratidão. Ocupe seu espaço interno. O nosso cérebro não é capaz de sentir, ao mesmo tempo, gratidão e infelicidade. Você é quem faz a escolha.

Médium Flávia Barros.

https://www.youtube.com/watch?v=sWXbO5YpZQg

https://osegredo.com.br/conheca-os-3-pilares-da-gratidao-e-conecte-se-energia-positiva-universo/

https://www.revistaplaneta.com.br/nao-existe-felicidade-sem-gratidao/

 

https://www.evolucaopessoal.com.br/o-poder-da-gratidao

Mais nesta categoria: « ROSAS DE QUEM É A CULPA? »