Gira de Pretos-Velhos

Categoria :
Giras
Data:
Quinta, 15 de Agosto de 2019 20:00
Local
Ação Cristã Vovô Elvírio
Valparaíso-GO

LINHA DE YORIMÁ (Pretos-Velhos)

                


                                           

Também chamada de Linha das Almas, essa linha é composta dos primeiros espíritos que foram ordenados a combater o mal em todas as suas manifestações. São os Pretos -Velhos verdadeiros magos que velando suas formas kármicas, revestem-se das roupagens de Preto-Velhos ensinando e praticando as verdadeiras "mirongas". Eles são a doutrina, a filosofia, o mestrado da magia, em fundamentos e ensinamentos. Geralmente gostam de trabalhar e consultar sentados, fumando cachimbo, sempre numa ação de fixação e eliminação através de sua fumaça.

Seus fluídos são fortes, porque fazem questão de "pegar bem" o aparelho e o cansam muito, principalmente pela parte dos membros inferiores, conservando-o sempre curvo. Falam compassado e pensam bem no que dizem. Raríssimos os que assumem a Chefia de Cabeça, mas são os auxiliares dos outros "Guias"- o seu braço direito. Os pontos cantados nos revelam uma melodia tristonha e um ritmo mais compassado, dolente, melancólico, traduzindo verdadeiras preces de humildade.

 

FORMAÇÃO DA FALANGE DOS PRETO-VELHOS NA UMBANDA

Depois de mortos, passaram a surgir em lugares adequados, principalmente para se manifestarem. Ao se incorporarem, trazem os Preto-Velhos os sinais característicos das tribos a que pertenciam.

Os Preto-velhos são nossos Guias ou Protetores, usa branco ou preto e branco. Essas cores são usadas porque, sendo os Preto-Velhos almas de escravos, lembram que eles só podiam andar de branco ou xadrez preto e branco, em sua maioria. Temos também a Guia de lágrima de Nossa Senhora, semente cinza com uma palha dentro. Essa Guia vem dos tempos dos cativeiros, porque era o material mais fácil de encontrar na época dos escravos, cuja planta era encontrada em quase todos os lugares.

 O dia em que a Umbanda homenageia os Preto-Velhos é 13 de maio, que é a data em que foi assinada a Lei Áurea (libertação dos escravos).

OS NOMES DOS PRETO-VELHOS

Há muita controvérsia sobre o fato de o nome do Preto-Velho ser uma miscelânea de palavras portuguesas e africanas.

As crianças escravas recém-nascidas, na época, eram batizadas duas vezes. A primeira, ocultamente, na nação a que pertenciam seus pais, recebendo o nome de acordo com a seita. A segunda vez, na pia batismal católica, sendo esta obrigatória e nela a criança recebia o primeiro nome dado pelo seu senhor, sendo o sobrenome composto de cognome ganho pela Fazenda onde nascera (Ex.: Antônio da Coroa Grande), ou então da região africana de onde vieram (Ex.: Joaquim D'Angola).

O termo "Velho", "Vovô" e "Vovó" são para sinalizar sua experiência, pois quando pensamos em alguém mais velho, como um vovô ou uma vovó subentendeu que essa pessoa já tenha vivido mais tempo, adquirindo assim sabedoria, paciência, compreensão. É baseado nesses fatores que as pessoas mais velhas aconselham.

No mundo espiritual é bastante semelhante, a grande característica dessa linha é o conselho.  É devido a esse fator que carinhosamente dizemos que são os "Psicólogos da Umbanda".

ATRIBUIÇÕES

Eles representam a humildade, força de vontade, a resignação, a sabedoria, o amor e a caridade. São um ponto de referência para todos aqueles que necessitam: curam, ensinam, educam pessoas e espíritos sem luz. Não têm raiva ou ódio pelas humilhações, atrocidades e torturas a que foram submetidos no passado.

Com seus cachimbos, fala pausada, tranqüilidade nos gestos, eles escutam e ajudam àqueles que necessitam, independentes de sua cor, idade, sexo e de religião. São extremamente pacientes com os seus filhos e, como poucos, sabem incutir-lhes os conceitos de karma e ensinar-lhes resignação.

Não se pode dizer que em sua totalidade esses espíritos são diretamente os mesmos Preto-Velhos da escravidão. Pois, no processo cíclico da reencarnação passaram por muitas vidas anteriores foram: negros escravos, filósofos, médicos, ricos, pobres, iluminados, e outros. Mas, para ajudar aqueles que necessitam escolheram ou foram escolhidos para voltar a terra em forma incorporada de Preto-Velho. Outros, nem negros foram, mas escolheram como missão voltar nessa pseudo-forma.

Por isso, se você for falar com um Preto-Velho, tenha humildade e saiba escutar, não queira milagres ou que ele resolva seus problemas, como em um passe de mágica, entenda que qualquer solução tem o princípio dentro de você mesmo, tenha fé, acredite em você, tenha amor a Deus e a você mesmo.

Para muitos os Preto-Velhos são conselheiros mostrando a vida e seus caminhos; para outros, são psicólogos, amigos, confidentes, mentores espirituais; para outros, são os exorcistas que lutam com suas mirongas, banhos de ervas, pontos de fogo, pontos riscados e outros, apoiados pelos exus desfazendo trabalhos. Também combatem as forças negativas (o mal), espíritos obssessores e kiumbas.

CARACTERÍSTICAS:

Fios de Contas (Guias)

                Muitos dos Preto-Velhos Gostam de Guias com Contas de Rosário de Nossa Senhora, alguns misturam favas e colocam Cruzes ou Figas feitas de Guiné ou Arruda.

Roupas

                Preta e branca; carijó (xadrez preto e branco). As Pretas-Velhas às vezes usam lenços na cabeça e/ou batas; e os Preto-Velhos às vezes usam chapéu de palha.

Bebida

                Café preto, vinho tinto, vinho moscatel, cachaça com mel (às vezes misturam ervas, sal, alho e outros elementos na bebida).

                Dia da semana: Segunda-feira

                Chakra atuante: básico ou sacro

                Planeta regente: Saturno

                Cor representativa: preto e branco;

                Saudação: Cacurucaia (Deve sempre ser respondida com “Adorei as Almas”)

                Fumo: cachimbos ou cigarros de palha.

                Obs: Os Preto-Velhos às vezes usam bengalas ou cajados.

 

Formas Incorporativas

Sua forma de incorporação é compacta, sem dançar ou pular muito.  A vibração começa com um "peso" nas costas e uma inclinação de tronco para frente, e os pés fixados no chão.  É possível ver Preto-Velhos dançando, mais esse dançando é sutil, e apenas com movimentos dos ombros quando sentados.

Essa simplicidade se expande tanto na sua maneira de ser e de falar.  Usam vocabulário simples, sem palavras rebuscadas.

 
 

Todas as Datas:

Datas: Sábado, 16 de Novembro de 2019 15:00 - Sábado, 26 de Outubro de 2019 15:00 - Sábado, 19 de Outubro de 2019 14:30 - Sábado, 5 de Outubro de 2019 14:30

Fornecido por iCagenda

Posts recentes

Leia mais...

Mais Lidos

Destaques ACVE

Quem somos

O Ação Cristã Vovô Elvírio é uma Associação civil com tempo de duração indeterminado, com personalidade jurídica, orientadora, espiritualista, de Utilidade Pública, sem fins lucrativos, CNPJ 09.598.578/0001-66.

Para doar qualquer quantia:

Banco do Brasil

Agencia: 1419-2

Conta corrente: 430.021-1

CNPJ: 09.598.578/0001-66

Objetivos da Associação (Estatutários):

a) Promover assistências sociais, médicas e odontológicas, culturais, educacionais e de formação profissionalizante às famílias e pessoas carentes através de profissionais habilitados;
b) Promover e apoiar atividades e eventos relacionados com o estudo e aprimoramento espiritualista e/ou afins, utilizando tecnologias e meios diversos de divulgação, esclarecendo os ideais e princípios espirituais cristãos trabalhando pelo aprimoramento da igualdade e dos bons costumes, para a evolução do ser do humano;
c) Apoiar a divulgação de obras concordantes com seus princípios;
d) Estimular e promover a caridade espiritual, moral e material;
e) Conhecer a importância das consequências dos atos das pessoas na natureza para a preservação do Planeta, por meio de estudo, campanhas e outras formas, para a devida conscientização coletiva;
f) Respeitar as leis naturais, ambientais e civis que regem a sociedade.

a) Igualdade entre os seres;
b) Assistência social como forma de promover a evolução humana;
c) Estudo científico, técnico, cultural e moral como forma de desenvolvimento das potencialidades humanas;
d) Preservação do Planeta como forma de manutenção da vida.

Onde estamos


Indicação de Leitura